Buscar
  • Leo Silva

6 super dicas para economizar dinheiro para viajar sem precisar ganhar na loteria!

Atualizado: 27 de Abr de 2019



Preciso de muito dinheiro para viajar? Consigo viajar com meu rendimento atual? Viajar para o exterior é coisa só para rico ou classe média alta?


Bom, estas são questões que atormentam boa parte das pessoas, que como eu, amam viajar e curtem experiências enriquecedoras, ou que nunca viajaram para um destino dos sonhos e que muitas vezes deixam morrer esta vontade ainda na fase da ideia por acreditarem que é só um sonho inalcançável.


A verdade é que na era da economia compartilhada e das tecnologias digitais 4.0 (da 4ª revolução industrial), viajar não só deixou de ser algo impossível para qualquer tamanho de bolso como passou a ser uma necessidade básica de saúde mental e até espiritual para as pessoas.


Lembram-se do que seus pais devem ter te falado um dia? - “Dinheiro não nasce em árvore”! Pois é, eles estavam certos! Portanto, as dicas que vou te dar aqui não são receitas mágicas que vão fazer, por si só, brotar a grana de que você precisa para viajar. A verdade é que juntar dinheiro não é fácil, mas é possível, e isto só acontecerá se você além de seguir estas dicas e considerar fortemente estas 5 palavrinhas: DISCIPLINA, PLANEJAMENTO e FORÇA DE VONTADE. Estas sim são mágicas! : )


Então vamos lá aos 6 passos para você financiar a viagem dos seus sonhos.


1-Conheça profundamente seus gastos e organize sua vida financeira

Este passo parece óbvio mais é essencial para a boa execução dos demais. Você precisa conhecer cada gasto na sua conta bancária, nem que seja, aquele pastel que você comeu na feira de domingo. Para isso, é preciso ter organização financeira. Monte uma planilha com todas as entradas e despesas que você tem e, no final ou começo de cada mês, faça uma análise e confira gastos que podem ser eliminados futuramente. E se você não tiver paciência ou interesse para montar planilhas, não se preocupe, basta ter uma conta em um dos grandes bancos do pais, que a maioria deles já possuem em seus aplicativos para Smartfones de acesso a conta corrente, aplicações cuja função é organizar suas despesas é até podem fazer um fluxo de caixa pessoal.


2-Defina sua Meta de viagem e o quanto você tem que guardar por mês para viajar

A maioria das pessoas quando pensam em guardar dinheiro o fazem com a mentalidade errada, ou seja, elas pensam o seguinte, depois que eu pagar todas as minhas contas e obrigações, o que sobrar eu guardo...pois é, o problema é que para grande maioria de nós, pobres mortais, sobra mês e falta dinheiro, não é mesmo?

A postura mental correta deve ser na verdade o inverso. Estipule uma meta mensal de poupança e a considere como mais uma despesa fixa entre as várias outras que você tem como água, luz, escola dos filhos etc, você deve considera-la como se fosse um boleto que tem que ser pago todo mês para você mesmo. Por exemplo, se sua viagem vai custar, digamos R$ 5.000,00 divida este orçamento em 12 vezes de R$ 500,00 ou 24 vezes de R$ 208,33. Provavelmente este valor será o equivalente a um jantar fora de casa que você deixe de fazer no mês, ou uma saída ao cinema a menos com a família que você pode substituir por esse novo compromisso mensal.


3- Elimine os gastos que não são essenciais, mantenha o foco e confie no incrível poder multiplicador dos Juros compostos.

É impressionante o quanto de gastos inúteis nós somos capazes de acumular ao longo do ano, e que quando somados, podem as vezes pagar boa parcela da uma viagem, Exemplo: assinaturas de revistas ou publicações que você não tem tempo de ler, anuidades de cartões de crédito que você não usa, a mensalidade da academia que você mal frequenta ou só usa para ficar na esteira, quando você poderia usar a do seu prédio ou correr na rua e por ai vai!

Corte estes gastos não desfrutados e não essenciais, peça ao seu gerente de banco para lhe sugerir uma aplicação financeira de baixo risco que não seja a poupança (por exemplo um Fundo DI, um CDB de banco ou até um Tesouro Direto) e aplique o montante obtido com os corte destas despesas, ao longo do período de capitalização

( 12 ou 24 meses) e você se surpreenderá com o poder multiplicador que os juros compostos podem fazer com o seu dinheiro. No nosso exemplo você perceberá que o montante final será superior aos R$ 5.000,00 inicialmente planejados.

Difícil ter que abrir mão de tantas coisas para juntar dinheiro, ainda mais quando os amigos e familiares fazem questão de te convidar toda semana para gastar em um restaurante, pizzaria ou balada.

No entanto, lembre-se: todo o esforço será temporário, o segredo, é manter o foco e se dedicar aos seu objetivo, pois com o dinheiro acumulado será possível realizar a viagem dos sonhos.


4- Se você é marinheiro de primeira viagem, ou tem pouca experiencia em viajar por aí, consulte um Expert de turismo para lhe auxiliar no planejamento da sua viagem e na consulta dos melhores orçamentos.

Se a tecnologia e a internet facilitaram e democratizaram o acesso ao turismo para muitas pessoas, ao mesmo tempo elas confundiram a cabeça dos viajantes com o excesso de informações e com a falta de segurança em algumas compras online. Por isso já existem agência digitais que unem o melhor da tecnologia com o calor e a atenção do atendimento humano de Experts especialistas, propiciando a elaboração de roteiros e orçamentos customizados para as necessidades e perfil dos viajantes. E o que é melhor, elas elaboram roteiros que cabem no orçamento dos seus clientes, muitas vezes sem cobrar nada por esta consultoria. Use o conhecimento desta nova modalidade de serviço turístico e você vai deixar de se perder em pesquisas intermináveis na internet, e irá poupar tempo precioso com isto, afinal tempo também é dinheiro.


5- Use programas de milhas aéreas

Se você já sabe como acumular milhas, você está no caminho certo para economizar e juntar dinheiro para viajar! Além disso, você pode aproveitar as promoções da cias aéreas e comprar passagens com os seus pontos acumulados. A dica mais importante é você concentrar todos os seus gastos em um único cartão de crédito - isso te dará mais benefícios e volume para trocar de R$ por pontos de uma forma mais vantajosa.


6-Não deixe para para comprar Dólar ou Euro na última hora antes de sua viagem.

Este é um erro clássico que a maioria dos viajantes que viajam para o exterior comete ao deixar para véspera de sua viagem a compra de moeda estrangeira. Muitas vezes a desculpa usada é : “deixa eu esperar o cotação baixar ou baixar mais?" Então, não há como saber isso com precisão pois ninguém tem bola de cristal. E por isso o meu conselho é que você estime os gastos pessoais que você terá em moeda estrangeira conversando com um Expert de turismo. Compre o montante estimado em pequenas parcelas mensais, não importa se o valor da cotação é alta ou baixa em relação ao real, pois se você fizer isso mensalmente em pequenas parcelas ou dosando para cima ou para baixo o valor das compras mensais conforme a cotação do dia, você terá ao final das contas um Dólar ou Euro Médio ao longo do período acumulado, economizando assim alguns trocados a mais.


Então pessoal, não é preciso ser rico, ter um empregão ou ganhar na loteria para fazer a viagem dos sonhos. Basta ter confiança, foco, disciplina e determinação com as dicas acima e não deixar a vida escapar.


Um abraço e #goodvibes


Rubens Anca

CFO e fundador da Tripviber

34 visualizações

© tripviber 2018

Avenida Vieira de Moraes, 2110 - Campo Belo - São Paulo - SP

CNPJ - 31.621.639/0001-18

3-high-resolution-light 0,25MP.png
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Fale Conosco