Buscar
  • Leo Silva

Como escolher um destino para viajar? É fácil? Depende! Saiba porque e economize tempo e dinheiro...


Pois é! Muita gente me pergunta sobre isso. Como você escolhe os seus destinos de viagem? E eu sempre pergunto de volta - Depende, qual é o seu objetivo de #viagem? O que você gosta de fazer? Quais são os seus Hobbies? Com quem você vai na viagem?




Viajar é um dos poucos gastos que você tem na sua vida e que acaba mais rico do que antes. Sim, uma #experienciadeviagem com a sua #vibe pode trazer aprendizado em cultura, em história, em esportes radicais ou até mesmo em experiências e histórias vividas com outras pessoas de outros lugares e com outras formas de pensar. E isso é rico? É muito rico - eu garanto isso a vocês. Qual é o seu sonho? Qual é o destino dos seus sonhos?


As escolhas certas podem trazer economia de tempo e dinheiro - desde o planejamento até a própria viagem. Eu costumo seguir um check-list bem simples que sempre acaba me levando ao destino que quero conhecer.


1. Qual o motivo da viagem?


É uma #viagemdeluademel? Ou uma #viagemcomamigos? Ou simplesmente uma #viagemdeferias para descansar?

Se for só descansar e relaxar opte por voos diretos e vite troca de hotéis. Um hotel melhor escolhido e com todas as comodidades e gosto pode ser a melhor pedida.

Se quer conhecer muito lugares em pouco tempo pode preferir hotéis mais simples para passar a noite e pode optar por vôos mais curtos ou até trajetos em trem ou ônibus. Se a ideia é se divertir em família o melhor negócio talvez seja um resort ou estrutura com parque temático e opções para todos. Se a ideia é se aventurar e conhecer lugares exóticos pode optar por vôos mais baratos e estadia em Hostel ou hotéis mais simples. Se quiser curtir atrações e shows precisa comprar com antecedência. O fato é primeiro determinar o real motivo de sua viagem: férias e descanso, compras, escapismo, aventura, exploração de novos horizontes ou reconectar-se com você mesmo. É difícil conciliar tudo em uma única viagem de 1 ou 2 semanas por isso o foco é importante.



2. Qual é o seu orçamento?


Este ponto é o segundo mais importante. Não dá para ir para um final de semana romântico em Paris com R$ 1,000 no bolso. Mas é possível ir para Campos do Jordão em um baita hotel e ser tão ou mais romântico. O orçamento deve ser suficiente para passagem aérea, hospedagem, transporte local e seguro de viagem. Sim, o seguro viagem é muito importante. Conheço viajantes que já precisaram gastar 5X o valor da viagem com emergências médicas. Mas lembre-se que sempre precisará levar ao menos 20% do seu orçamento em moeda para gastos com comida, atrações e as lembrancinhas de viagem. Ou seja, nunca faça uma viagem sem esta folga de 20% para as outras despesas menores e imprevistos pois a falta deste dinheiro pode tornar o seu investimento desperdiçado por pequenas dores de cabeça.


3. Viagem sozinho ou em grupo?


Já viajei sozinho e já viajei em grupo. Ambas as viagens tem suas vantagens e as suas desvantagens. Sozinho o tempo rende mais, consegue se conectar com você mesmo e ver tudo o que quiser ver e até conhecer pessoas locais. Viagem em grupo é muito mais divertida pois a companhia da família e dos amigos é impagável e tudo pode ser curtido a compartilhado - as estórias ficam para sempre na memória. Isso tem um impacto profundo na escolha do seu destino e na sua satisfação ao retornar da viagem e um especialista no destino ou em viagens pode te ajudar.


4. Idioma e cultura local



Você fala outros idiomas de forma fluente? Se adapta a alimentação de outros locais? Gosta de conviver com diferenças culturais? Tudo isso tem grande impacto na escolha do destino. As vezes, a cultura é muito diferente. Por exemplo, em certos países é preciso usar mais roupas por questões religiosas. Em outros não se come carne e ou se comem carnes exóticas. Em alguns não tem café expresso - e isso pega para viajantes como eu! Em outros não é legal falar alto no restaurante e por ai vai. Se você não conhece a cultura ou não fala o idioma um guia local pode fazer toda a diferença pois já pode te dar todas as dicas do que fazer e não fazer, de armadilhas para turistas e até de opções com preços mais justos. Isso é algo para se pensar desde o planejamento do seu itinerário de viagem.


5. Segurança


O mundo é mais ou menos seguro dependendo do lugar. Certo? Sim, há bairros perigosos em Paris e Barcelona e há bairros seguros em Bogotá. Isso depende muito da cidade e do país. Aprendi uma coisa em minhas viagens - a gente não sabe essas coisas até chegar no destino. Já tive cartão clonado da Alemanha e já usei meu cartão sem problemas durante 1 mês na Asia. Então, é preciso pensar nisso antes de viajar e procurar realizar suas compras na origem através de alguma empresa séria que conheça o destino e trabalhe com fornecedores conhecidos e testados. Existem poucas coisas mais desagradáveis do que ter sua viagem interrompida por ocorrências assim. Então é preciso ser fluente no idioma e ter muita experiência em viagem para evitar transtornos.


6. Documentação


Eu diria que esta é umas das poucas partes chatas de viajar. A outra é fazer as malas...rs. É preciso saber com antecedências quais são os requerimentos documentais e vistos para entrada nos países, para locação de veículos e até de recursos em dinheiro e seguros para ter sua entrada autorizada. Não acredite em informação gratuita na internet com soluções milagrosas para a obtenção de visto no destino ou autorizações. Quer ir a um parque de diversões bacana e não possui visto americanos. Existe parques na Espanha e até a EuroDisney na França. O lance é ganhar tempo e economizar dinheiro com a informação correta deste o início da viagem.


E por último e não menos importante. Qual é o seu sonho? Qual é o destino dos seus sonhos? É Londres com seu amor? Então precisa se organizar. Essa razão é muito importante. Um #Expert pode te ajudar e sugerir muitas opções para aumentar sua satisfação e criar uma #experienciadeviagem única em uma #viagempersonalizada.



Essa reflexão deste check-list é o principal ponto de partida para escolher o seu investimento em viagem. Na maiorias das vezes é só uma vez por ano e por isso precisa ser bem pensado para seja um viagem única e inesquecível. Deveria ser direito básico de todo cidadão pode viajar para um lugar novo ao menos uma vez por ano. :)


Um abraço e até a próxima história dentre muitas que pretendo contar aqui. Em breve retorno aqui com dicas práticas de como escolher o seu destino para viagem.


Leo Silva

Viajante, escapista profissional e CEO da Tripviber


Aqui na #tripviber você só precisa fazer as malas. Deixe todo o resto com a gente.


Quer saber mais? www.tripviber.com


87 visualizações2 comentários

© tripviber 2018

Avenida Vieira de Moraes, 2110 - Campo Belo - São Paulo - SP

CNPJ - 31.621.639/0001-18

3-high-resolution-light 0,25MP.png
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Fale Conosco